30 de janeiro de 2015

a Clara e a gema!

a Clarinha já tem 9 meses e está na altura de introduzir o ovo... ou melhor a gema porque a clara fica para depois dos 12 meses...

a introdução da gema antes dos 12 meses é importante, porque uma das vacinas que os nossos pequenos tomam nessa idade, a VASPR1, pode conter vestígios de proteínas do ovo. esta introdução pode não prevenir uma reação alérgica à vacina, já com baixa probabilidade de acontecer, no entanto, caso o nosso filho faça reação anafilática ao ovo ou existam casos na família direta, a administração da vacina terá de ser realizada em meio hospitalar.

mas a gema não é introduzida só por prevenção... a sua introdução pode ser feita por volta dos 8-9 meses e é essencial para alargar a oferta de alimentos ricos em proteínas na alimentação do nosso bebé... 

e como se faz a introdução... gradualmente...

... começamos por inserir 1/4 (um quarto) de gema cozida junto com a sopa e sem adicionar peixe nem carne...
... 2 a 3 dias depois inserimos 1/2 (meia) gema, 
... depois de 2 a 3 dias já podemos inserir 3/4 (três quartos),
... e por fim, depois do mesmo intervalo de tempo já podemos colocar 1 gema inteira na sopinha... substituindo o peixe e a carne.

Creme de brócolos e feijão-verde com gema de ovo
a Clarinha hoje terminou esta introdução gradual... e gostou muito do novo alimento!

posteriormente, além dos vários tipos de carne e de peixe que podemos introduzir na sopa, começamos a alterna-los com a gema... fonte de proteínas com elevado valor biológico!

beijinhos da Cláudia e da Clarinha

pequenos lindos momentos

Quando uma perda entra de rompante na nossa vida... esmorecemos, entristecemos... mas quando nessa mesma vida um ser pequenino que ainda não percebe o que aconteceu, com a sua espontaneidade esboça um sorriso no nosso rosto, "ultrapassamos" com mais força esse difícil acontecimento...

momentos como a Clarinha pedir logo o meu colo quando me vê, aconchegá-la na caminha e dar o beijinho de boa noite, bater palmas quando lhe canto... ou até a sua facilidade para adormecer depois da consulta com a pediatra... acontecem o meu coração e aí "percebo" o tamanho do meu amor pela minha pequenina!


estivemos uns dias ausentes, mas agora voltamos... para falar da alimentação dos pequeninos e um pouquinho do dia-a-dia da pequena Clarinha!

beijinhos da Cláudia e da Clarinha



18 de janeiro de 2015

suissinho... iogurte ou queijinho?

Olá mamãs e papás! 

O "famoso" suissinho tão adorado pelos mais pequenos e pelos pais será saudável? pode fazer parte da alimentação dos nossos filhos?

Vamos lá descobrir:

primeiro vamos ao nome, ou melhor, denominação de venda que é obrigatória no rótulo e serve para descrever em poucas palavras o alimento...

"queijo fresco açucarado com polpa de morango, pouco gordo"

aqui percebemos que este "iogurte" é na verdade um queijo fresco e não um iogurte.

agora vamos comparar informações nutricionais... entre um suissinho e um iogurte...


deparamo-nos com quase o dobro dos lípidos (gordura) e quatro vezes mais açúcar.

último passo... lista de ingredientes que no rótulo encontramos por ordem decrescente relativamente à quantidade presente no alimento...


o açúcar é o segundo ingrediente em maior quantidade no suissinho.

será saudável?... o suissinho pela quantidade de açúcar presente deve ser considerado uma sobremesa doce e não um iogurte, que pode ser oferecido uma vez por semana dentro de uma alimentação saudável...  

pode fazer parte da alimentação dos nossos filhos?... sim pode fazer parte da alimentação dos mais pequenos mas com moderação e não como substituto de um iogurte, lembrem-se o suissinho não é um iogurte, e os pais devem moderar quantidades... um suissinho basta!

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha





14 de janeiro de 2015

Quanto leite bebe o meu bebé?

Olá mamãs e papás! mais uma vez venho falar-vos da alimentação dos nossos pequeninos e o post de hoje circula à volta da questão: "-será que o meu bebé bebe leite suficiente ou até está a comer demais?".

O crescimento do nosso bebé é a resposta correta a esta pergunta, mas há outra forma de ajudar, tanto para bebés que bebem leite artificial como para os que mamam aplica-se uma fórmula para ajudar:

o nosso bebé, enquanto estiver com leite exclusivamente, bebe um sexto do seu peso corporal dividido pelas mamadas/refeições de leite em 24h, por exemplo:

um bebé com 5kg (5000g)

5000g : 6 = 833,33
833,33 : 6 refeições = 138 ml

ou seja, este bebé em cada refeição de leite bebe cerca de 140 ml.

para ajudar um pouco mais disponibilizo a tabela abaixo além de ajudar com as quantidades de leite que deve beber um bebé, pretende também, evitar o exagero de consumo de leite e derivados pelos nossos pequenotes, principalmente após os 12 meses...


falando um pouco da Clarinha como exemplo: faz entre 5 a 6 refeições por dia, normalmente o dia alimentar da C descreve-se assim:


  • 7 horas - Pequeno-almoço: Leite materno
  • 10 horas - Merenda da manhã: Iogurte ou leite materno (não faz todos os dias, depende da hora do acordar)
  • 13 horas - Almoço: Sopa, Prato (carne/peixe, legumes e arroz/massa) e Fruta
  • 16 horas - Merenda da tarde: Papa ou iogurte com fruta
  • 19 horas - Jantar: Sopa, Prato (carne/peixe, legumes e arroz/massa) e Fruta
  • 22 horas - Ceia: Leite materno
como podem ver faz entre 3 a 4 refeições de leite ou derivados (iogurte e papa)...

a partir dos 12 meses as necessidades de proteína diminuem porque o crescimento começa a ficar mais lento. já não são necessário 180mL de leite a cada refeição, mas sim 120mL de leite e derivados que com a ajuda da carne e do peixe suprem as necessidades de proteína... 

atenção papás!... depois do que leram... será que estão a oferecer muito leite aos vossos bebés?

beijinhos da Cláudia e da Clarinha



5 de janeiro de 2015

os dentinhos... uma fase esperada mas dolorosa!

a Clarinha tem 8 meses de idade e começa agora com aqueles sintomas do rompimento dos dentinhos... bochechas coradas, está a babar-se muito e com mau humor…

o primeiro dente, normalmente, surge aos 6 meses mas pode acontecer entre os 4 e os 12 meses de idade, depois cada um vai surgindo até o bebé ter uma dentição de leite completa por volta dos 3 anos…


a C é uma bebé muito bem disposta e com “sorriso” aberto para o mundo, nesta fase já noto o mau humor, um sono menos descansado e a “malandra da febre” chegou hoje!

para ajudar… massajo suavemente as gengivas da minha pequenina com um dedo limpo ou uma escova de dentes apropriada para esta fase, a C fica mais calminha, acha piada e até quer fazer sozinha!


também já experimentei um gel para o rompimento dos dentes disponível em farmácias, como é doce a Clarinha adora… mas não sei até que ponto lhe alivia as dores!

um anel de dentição também é muito útil, o da C é de plástico mole preenchido de líquido, para não ferir as gengivas, e dá para refrigerar no frigorífico deixando depois o frio aliviar as dores da minha bebé.

ter sempre em casa o famoso ben-u-ron (paracetamol) em caso de febres e claro…

muito miminho, abraços e beijinhos extra ajudam sempre nesta fase dolorosa!

beijinhos da Cláudia e da Clarinha