Avançar para o conteúdo principal

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!

Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.

Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.

Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.

No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima, temos o P3, P15, P50, P85 e P97. 



Legenda: 

Ponto Preto (abaixo P3): Baixo peso severo

Ponto Azul (entre P3 e P15): Baixo peso

Ponto Verde (entre P15 e P85): Peso normal

Ponto Laranja (entre P85 e P97): Possível excesso de peso

Ponto Vermelho (acima P97): Possível excesso de peso


Exemplificando:

A Joaninha tem 6 meses e pesa 6,900 kg, no ponto dos 6 meses desenhamos uma recta vertical, tal como no gráfico acima a azul, e depois no ponto do peso desenhamos uma recta horizontal, o ponto em que estas duas rectas se cruzam é o nosso resultado. A Joaninha está próxima da curva do P50, logo está dentro da normalidade.


Na página seguinte temos o gráfico abaixo, funciona tal como o anterior mas corresponde ao comprimento/altura, logo no eixo vertical temos o comprimento em centímetros.


Legenda:

Ponto Preto (abaixo P3): Baixo comprimento severo

Ponto Azul (entre P3 e P15): Baixo comprimento

Ponto Verde (acima P15): Comprimento normal


Exemplificando:

A Joaninha mede 64,3 cm, traçando as rectas, verificamos que a bebé está entre o P15 e o P50, logo está dentro da normalidade.


Na página 10 temos o gráfico do Índice de Massa Corporal (IMC), muito útil para verificar os casos de possível excesso de peso. Se o bebé está acima do P85 relativamente ao peso para a idade (1º gráfico) com possível excesso de peso, deve-se calcular o IMC, relacionando o peso com o comprimento, e se o resultado for acima do P85, o excesso de peso fica confirmado.


Atenção: Papás não fiquem alarmados! Este post é simplesmente informativo, nas consultas de acompanhamento o médico/pediatra verifica o percentil do vosso bebé e decide se é necessário agir de alguma forma. 


Espero ter ajudado, se houver alguma dúvida não hesitem!


Beijinhos da Cláudia e da Clarinha


Comentários

  1. Não achei o gráfico do IMC, você poderia colocar nesta página?

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

mensagens mais lidas

o bolo de aniversário para a escola #aclarinhafez4anos

Olá mamãs e papás!
Foi uma semana em grande cheia de festas e preparativos. E tal como nos casamentos, tanta preparação e passou tão rápido, mas aproveitamos e isso é o mais importante!!! A Clarinha estava super contente, mostrava a sua mãozinha com os 4 dedinhos sem sequer perguntarem... felicidade... tudo o que queremos ver nos olhos dos nossos pequenos, certo?
Para a escola, decidi fazer o bolo em casa, adoro por as mãos na massa e criar o melhor bolo possível. A Clarinha fez um único pedido, ser cor-de-rosa! Lá foi a mãe experimentar e na minha opinião estava lindo e divertido, mas acima de tudo saudável!!! Escolhemos o tema das bailarinas, os tutus rodopiam cá em casa nos últimos tempos...

Sem açúcar refinado, sem gorduras saturas e por acaso sem laticínios. Como sabem não retiro o leite da nossa alimentação mas para a cobertura optamos por uma solução vegetal...
O ano passado a fruta que escolhemos para o bolo foi o abacaxi, este ano escolhemos os morangos, adoramos, e nestas u…

a Festa Junina da Clarinha #aclarinhafez4anos

Olá mamãs e papás!
Gostaram da festinha na escola? Agora a festança cá em casa!!!! ahahah Normalmente, escolhemos temas bem fofinhos, este ano foi um pouco diferente. Foi o aniversário da Clarinha, os meus trinta e para incluir o papá na festa trouxemos um pouco do Brasil até cá a casa... Escolhemos a Festa Junina como tema, alguns doces tradicionais brasileiros e muitos amigos!!!

Brigadeiros, beijinhos, paçoca, pé de moleque, pipoca, bala de coco... tudo feito pela mamã. Para quem não tem sangue brasileiro até correu bem... deve ser de estar no coração...

Um bolinho para cada uma... fruta e cupcakes de chocolate... uma mesa de doces simples mas bem colorida como uma festa junina deve ser...

Os cupcakes de chocolate com a mesma massa e cobertura do bolo de chocolate... para facilitar!


A fruta preferida da Clarinha em copinhos a condizer. Bem colorido!!!


Paçoca e pé de moleque ou de moça, optei pela receita com leite condensado por isso acho que é pé de moça... mamãs brasileiras o que…

os presentinhos para os amigos da escola #aclarinhafez4anos

Olá mamãs e papás!
Pais com os filhos na escola, quantas vezes trazem para casa sacos de guloseimas? Se em cada sala têm cerca de 24 alunos, provavelmente, serão 24 sacos de doces que vão trazer para casa ao longo do ano escolar, 10 meses. Assim divido serão 2 saquinhos por mês, mais coisa menos coisa, na opinião de alguns pais será pouco, para outros já é muito!!!
Cada pai age da maneira que escolhe e não pudemos julgar mas podemos ajudar! Eu não proíbo a Clara de comer os doces que são oferecidos pelos amiguinhos, acho que seria muito difícil porque ela já vêm com eles na mão ou na mochila e sabe muito bem o que será! 
Se fossem apenas dois aniversários por mês até seria aceitável, no entanto não é bem assim, ainda hoje teve dois aniversários na escola, comeu bolo no lanche da manhã e novamente no primeiro lanche da tarde e depois vieram as lembranças. Uma delas uma caixa cheia de doces e a outra uma caixa de plasticina vermelha! Yupi! Obrigada ao pais que têm consciência e começam…